Marina Machado

Marina Machado
Marina Machado
Marina Machado
Marina Machado

Oi, eu sou a Marina Machado. Sou jornalista, mãe, esposa, cozinheira amadora, violoncelista que não sai da estaca zero, leitora apaixonada, adoro viajar pelo mundo e me aventurar em cachoeiras e trilhas. Adoro cinema, séries de televisão, paraquedismo, vinhos, e apesar de não ser médica tenho muita paixão pela área da saúde.Como trabalho em televisão desde 1998 e no Jornal da Band desde 2008, já vi muita coisa por esse mundo a fora. Já cobri eventos internacionais, eleições, acontecimentos históricos e já conheci um número incontável de pessoas que eu jamais teria contato não fosse a minha nobre profissão como repórter. E quero poder trazer esses conhecimentos e a minha visão sobre eles através do meu site. Um espaço para muito conteúdo com pitadas do meu olhar.

Aqui eu vou dar dicas de leitura, falarei de saúde, beleza, casa, sustentabilidade, direito do consumidor, culinária e vinhos. O que eu achar interessante no meio do caminho, podem ter certeza que trarei para cá, com todo o cuidado que o assunto merece até porque eu sempre fui assim. Desde criança.

Eu nasci em Campinas, interior de São Paulo, e sempre sonhei em ser jornalista. Mentira… eu quis ser astronauta, mas como eu era muito ruim em matemática, logo me desencorajei.

Fiz a minha primeira locução de rádio numa emissora local aos 8 anos de idade e comecei a aporrinhar a família inteira com o brinquedo “Meu primeiro Gradiente” nessa idade também. Vivia querendo gravar entrevistas. Até que aos 11 anos gravei o meu primeiro telejornal em casa, depois de ficar um mês de cama por conta de uma hepatite A.

Na oitava série do colégio eu já atuava na área da comunicação. Apurava e realizava reportagens para as edições do “Jornal do Centro Portinari” e cheguei a ser editora chefe da publicação.

Entrei como estagiária na Band no programa de entretenimento “H”, comandado pela Luciano Huck. Nessa mesma época investi em uma pós-graduação em jornalismo internacional.

Em 2002, fui convidada para trabalhar na TV Record no programa “Domínio Público”, apresentado pelo Otaviano Costa. Foi lá que comecei como repórter, sempre tratando de temas voltados para os jovens, carreiras e comportamento.
Não demorou muito e a Band me chamou de volta. Nessa época eu atuei como produtora e editora em diversos programas da casa.

Dei uma passadinha pela TV Globo em 2006, quando fui produtora do programa “Auto Esporte”, conheci meu marido e pronto, já estava boa para voltar para a Band para trabalhar na Rede 21. Apresentei o programa “+Esporte” e depois assumi o posto de repórter do “Jornal Dez”, noticiário do qual, mais tarde, fui âncora e editora chefe.

Desde 2008 estou no Jornal da Band como repórter, mas já apresentei vários telejornais da casa, e há 6 anos transmito ao vivo, do estúdio, a apuração das Eleições.

Para florear o currículo um pouco vale citar que também já fiz algumas boas entrevistas com convidados internacionais como o ator e músico Hugh Laurie, o Dr. Pierre Dukan e o Presidente do World Trade Center, logo após o atentado às torres gêmeas.

Já produzi, roteirizei e editei programas especiais e documentários. Lancei um livro intitulado “Noites ao som de Cazuza e Lobão”. E dirigi o meu primeiro longa-metragem, “Zé Mineiro, Zé Brasileiro”: uma biografia que conta a história da vida de um dos empresários mais bem sucedidos do Brasil.

Já fui duas vezes finalista do Prêmio Esso, o Oscar do jornalismo: em 2010 pela série de reportagens “Mulheres Reféns do Medo” e em 2014 pelo trabalho “Salvas da Família”, ambas exibidas no “Jornal da Band”. Não venci, mas serve segundo ou terceiro lugar? É pódio do mesmo jeito, vai…

Em 2015 assumi o comando do semanal de entrevistas “Capital Natural”, que trata de assuntos ligados à sustentabilidade e é veiculado no canal BandNewsTv . Um programa que me dá um orgulho danado. E no mesmo ano passei a apresentar “A Prévia” do reality-show culinário “Masterchef” na Band. Outra oportunidade que me alegra muito.

E agora estou aqui. Cheia de assuntos para trazer para vocês. Espero que gostem, curtam, aprendam e se inspirem.

Abraço